Parei de dizer que não sou capaz, que não sou suficiente.



Não é sorte, é vontade de fazer a diferença e trilhar tudo aquilo que suplico todas as noites antes de dormir. Faz tempo que tenho deixado de lado o meu pessimismo, a culpa, os turbilhões de problemas e transtornos que venho enfrentando. Tenho tentado fazer a diferença, mesmo que seja levantando da cama com o pé direito, ambicionando o mundo ou metade dele, abandonando a preguiça e o medo de não conseguir. Tenho parado de reclamar, de culpar a Deus por escolhas que eu mesmo faço. 



Parei de dizer que não sou capaz, que não sou suficiente. Parei de reclamar de barriga cheia, de cobiçar o que não me serve, de idealizar o que não condiz com o esforço e a dedicação que tenho feito. Parei de julgar o outro com os meus achismos, de depositar todas as minhas expectativas em coisas e pessoas que não podem mover uma palha sequer por mim. Tenho arregaçado as mangas e aos pouquinhos tenho vencido. Trabalho de formiguinha, sabe? Mas que dá um puta de um orgulho em saber que tracei, lutei e fiz por merecer cada gota de suor derramada até aqui. Muitas vezes não sei o que o hoje me reserva, mas aprendi a ser ousado e dado a cara para bater. Faz um tempo que eu tenho silenciado minhas dores e vitórias. 

Que tenho trabalho duro, insistentemente por um objetivo de vida ou um sonho que quero realizar. Que tenho feito com amor, meio escorado na fé que não me desampara nunca. Que tenho aproveitado as chances de me refazer diante de uma rasteira e afronte. Que tenho parado de viver a vida do outro para focar exclusivamente na minha. Tenho buscado ser o que você não consegue e tenho conquistado o que muitas vezes você não se dispõe. Aprendi a ser feliz com o pouco que me basta. Deixei de esperar e entreguei para Deus o que só cabe a Ele decidir o que é melhor para mim. 

– Rogério Oliveira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mulher compra óculos na praia por R$35 sem se aperceber que na realidade pagou R$350

Mãe deixa mensagem para a atual do seu ex e emocionou tudo e todos

Beto Barbosa relata sofrimento na luta contra o câncer.